5 breves soluções para fazer uma curta-metragem

1) Faça uma boa pesquisa

É por aqui que boas histórias começam.

Só através de uma pesquisa é se descobre quais são as boas narrativas, bem como construir uma história em torno do assunto que se quer falar, além de esquematizar o arco da história a ser contada e dar uma forma àquilo que vai ser editado

A pesquisa vai depender do assunto que quer ser abordado, nos jornais, revistas, filmes e outros filmes, são óptimas fontes para se começar uma pesquisa que seja abrangente e que permita que se tenha uma visão macro do assunto que se quer trabalhar.

Assim, quanto mais apurada for a pesquisa, melhor será o filme.

2) Faça um esboço do seu projecto

Os filme de ficção usam o roteiro como fonte para orientar os trabalhos a serem desenvolvidos durante as gravações, para direccionar as gravações de maneira que se cumpra o propósito que foi estabelecido para aquela história, mesmo que surpresas apareçam no meio do caminho.

O esboço do projeto permite que se tenha uma planificação das informações em detalhes um pouco mais próximos daquilo que se vai encontrar dentro das gravações.

3) Encontre histórias que contenham profundidade

Muitos cineastas que estão a produzir pela primeira vez um filme acabam por cair em histórias superficiais que, no fim, não tornam o filme interessante.

Procurar histórias profundas significa fazer uma análise à procura de detalhes que tornem a sua história única.

Boas histórias têm informações que não estão á superfície e que, quando são descobertas, funcionam como um catalisador para grandes obras. É esse tipo de atitude, de investigação de detalhes que ainda não foram explorados, que levam o seu filme a um nível superior de qualidade e informação.

4) Investir em som

O  papel que o som tem nos vários tipos de produções audiovisuais. E quando se fala de som no filme, não se restringe, somente, à voz de um narrador e àquilo que é dito pelas personagens, mas é um dos itens mais imersivos daquilo que está a ser retratado.

Antes, durante e depois das gravações terem sido realizadas, é interessante ter em mente que o design sonoro de um filme é um dos itens narrativos de maior importância e uma das peças fundamentais para se contar a história.

5) Menos é mais

A melhor edição é sempre aquela que faz com que o seu processo de produção pareça mais fácil, mas não quer dizer que seja a mais fácil. A edição deve sempre facilitar o trabalho de montagem e de construção da história que está a ser desenvolvida por meio do filme.

Quando se fala em filme, é bastante comum perceber que boa parte do conteúdo que foi captado será cortado e pode não ser utilizado na versão final.

Dessa forma, pode ser uma escolha muito mais inteligente dentro da narrativa ter um filme mais curto e melhor estruturado em termos de edição e arco narrativo, do que uma peça maior, mas que deixa a desejar em sua estrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.